quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Ex-funcionária de Aline Barros diz ter sido alvo de homofobia e pede R$ 1 milhão em indenização

Uma ex-funcionária da cantora gospel Aline Barros entrou com um processo contra a cantora gospel por homofobia. De acordo com o jornalista e colunista do jornal O Dia, Leo Dias, Rejane Silva de Magalhães, que trabalhou como backing vocal de Aline por cerca de 10 anos, declarou ter sido desligada da banda da cantora após assumir ser homossexual.
 
Na petição, Rejane solicita uma declaração de vínculo empregatício, já que não possuía carteira assinada. Ela ainda pediu uma idenização de R$ 1 milhão pelos danos sofridos. O andamento da ação pode ser acompanhado através do site da Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro pelo processo de número 0100956-67.2017.5.01.0004.
 
Além disso, no início da semana, Leo Dias também noticiou que outra ex-funcionária de Aline também entrou com uma ação judicial contra a cantora. Desta vez, ela estava sendo acusada de não pagar as comissões devidas de shows e outros trabalhos realizados pela ex-assistente. O juiz do caso, Paulo Rogério dos Santos, condenou a artista a pagar R$ 200 mil a ex-funcionária.
 
 
Redação O POVO Online 
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram RSS Feed Email

Rádio Patativa FM 105,9

Curta Nossa Página no Facebook

Metal Serra Construtora

Frigorifico T & B

Odonto Clinica

Dr: Marcelo Leite Fernandes

Karirí da Sorte Cap

Casa dos Aposentados

Madral Madeira e Material de Construções

Laboratório Oswaldo Cruz

Dr. Wagner Maia Crm-Ce

Iohara Ótica, Jóias e Relógios

Loja Barateira

Rejuntamix 100% de Qualidade

Seguro Previdência Créditos

Caixa Aqui Data Contábel

LPC NET

As Mais Lidas

Total de visualizações do Site

Arquivos do Site