quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Bolsonaro diz que homem que matou capoeirista cometeu ‘um excesso’

Jair Bolsonaro comentou nesta terça-feira (9) o assassinato do mestre de capoeira Moa do Katendê, morto após levar 12 facadas. Para o candidato do PSL à Presidência da República, o suspeito cometeu um excesso.
“Pô, cara! Foi lá pergunta essa invertida... quem tomou a facada fui eu, pô! O cara lá que tem uma camisa minha, comete lá um excesso. O que eu tenho a ver com isso? Eu lamento. Peço ao pessoal que não pratique isso. Eu não tenho controle sobre milhões e milhões de pessoas que me apoiam”, disse Bolsonaro, segundo o G1. O capitão reformado arma ainda que a violência e intolerância vem dos simpatizantes de Fernando Haddad (PT), seu adversário na disputa pelo segundo turno das eleições presidenciais. “A violência veio do outro lado, a intolerância veio do outro lado. Eu sou a prova, graças a Deus, viva disso aí”, acrescentou. Em tempo, vale lembrar que durante a campanha do primeiro turno, Jair Bolsonaro defendeu “fuzilar a petralhada” durante discurso no Acre. Os petistas acusaram o capitão reformado de fomentar o ódio.
 NoticiasaoMinuto
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Rádio Patativa FM 105,9

Curta Nossa Página no Facebook

VMC CAR

Max Gel

Afagu

Ópcas Afagu

Burger KING

Samuel Rulin

Metal Serra Construtora

Odonto Clinica

Karirí da Sorte Cap

Casa dos Aposentados

Madral Madeira e Material de Construções

Laboratório Oswaldo Cruz

Dr. Wagner Maia Crm-Ce

Loja Barateira

Rejuntamix 100% de Qualidade

Seguro Previdência Créditos

Caixa Aqui Data Contábel

LPC NET

Total de visualizações do Site

Arquivos do Site