quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Família de homem decapitado arrecada mais de 100 kg de alimento após campanha

A família de um homem que foi morto e decapitado por criminosos está em serviço de proteção a testemunhas do Ceará, o Provita. Aproximadamente 100 quilos de alimentos foram arrecadados. Vaquinha arrecadou pouco mais de R$ mil para a família e tem objetivo de chegar a R$ 10 mil.
O crime aconteceu na madrugada da terça-feira, 30. A família é composta por esposa e três crianças da vítima. O homem foi retirado da própria casa, torturado e, após a morte, conforme um dos suspeitos, teve a cabeça arrancada. 
Conforme O POVO Online apurou com fonte ligada à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, existe a suspeita de que o crime ter motivação política. A vítima teria manifestado ser eleitor do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Três suspeitos foram conduzidos à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Familiares testemunharam o momento que o homem foi retirado da casa.

ServiçoApós o caso, policiais mobilizaram-se para ajudar a família, que dormiu em uma base policial após o crime. Em seguida, a mulher e os três filhos foram atendidos pelo serviço de proteção a testemunhas e abrigados em uma casa. Localizações ou dados da família e da vítima não são divulgados por questões de segurança. 
Uma campanha de mobilização arrecadou aproximadamente 100 quilos de alimentos, segundo um dos coordenadores da ação, inspetor Eliseu Carvalho. A maioria das doações é de leite e o policial civil acredita que não será mais necessária a doação do produto. Ressalta, porém, que as pessoas podem doar quilos de alimento e dinheiro, por meio da Vakinha. 
Para doar dinheiro, depósito pode ser feito na conta do próprio inspetor. Os dados são: agência: 2214-4, conta: 0048280-3, banco Bradesco. Titular: Eliseu Viana Carvalho. Também tem a Vakinha, que foi feita para receber doações. 
Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (85) 98549 2229 ou com a Associação dos Delegados de Polícia Cívil do Estado do Ceará (Adepol): (85) 3254-2776. 
Para entrega de alimentos:
Sede da Adepol, rua Monsenhor Luiz Rocha, 16 — Centro  
Avenida deputado Paulino Rocha, 47, loja C, onde funciona um Petshop entre 8  12 horas e 14 às 18 horas.

Fonte O Povo
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram RSS Feed Email

Rádio Patativa FM 105,9

Curta Nossa Página no Facebook

Encontro como Reitor

Odonto Clinica

Karirí da Sorte Cap

Casa dos Aposentados

Madral Madeira e Material de Construções

Laboratório Oswaldo Cruz

Dr. Wagner Maia Crm-Ce

Iohara Ótica, Jóias e Relógios

Loja Barateira

Rejuntamix 100% de Qualidade

Seguro Previdência Créditos

Caixa Aqui Data Contábel

LPC NET

As Mais Lidas

Total de visualizações do Site

Arquivos do Site