segunda-feira, 17 de junho de 2019

Homem é detido após entrar em igreja, agredir fiel e quebrar objetos em Juazeiro do Norte

Um homem invadiu uma igreja, agrediu um fiel e destruiu objetossagrados na noite deste domingo (16), em Juazeiro do Norte, no Ceará. A ação assustou os fiéis e provocou um tumulto pouco tempo antes da celebração de uma missa na Igreja Menino Jesus de Praga, no Bairro Novo Juazeiro.
De acordo com informações do pároco Cícero Leandro, o homem entrou no santuário e agrediu um membro que estava sentado em um dos bancos. Quando um dos presbíteros pediu para que o suspeito deixasse o local, ele, ameaçando estar armado, foi até o altar e destruiu vários objetos. Depois de ser contido por algumas pessoas, ele foi levado para fora, onde ficou até a chegada da polícia.
O pároco informou que mesmo com o susto, a celebração foi realizada. O religioso vai visitar o fiel que foi agredido para buscar informações sobre as motivações, mas também deseja que o agressor esteja bem. "Quanto ao agressor, espero também que nada tenha acontecido com ele", afirma.
Depois de receber atendimento médico ainda na calçada da igreja, o homem foi encaminhado para a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte. O Diário do Nordeste entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e aguarda mais informações sobre o caso.
Fonte DN




Share:

domingo, 16 de junho de 2019

ASSARÉ =IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS DORES PASSA POR REFORMAS.= VEJA AS IMAGENS

Assaré é um município do estado do Ceará, localizado na região do cariri oeste, com uma população estimada de 22.822 habitantes. É a terra natal do poeta Patativa do Assaré e uma terra de muitas tradições culturais.
Os católicos devotos de Nossa Senhora das Dores do município, comemoraram dia 02 de agosto de 2018,180 anos de fundação da Igreja, a qual teve a sua fundação no ano de 1838 na época da monarquia, quando foi criada a vila que hoje è Assaré, que tem como pároco atualmente o Padre. Paulo Evangelista da Costa da Silva.
De 05 a 15 de Setembro, Assaré se reúne para festejar a sua padroeira Nossa Senhora das Dores. Uma vasta programação garante a todos os participantes grandes momentos louvor a Maria Santíssima. Novenas, Terços e Missas acontecem a partir do dia 07 de Setembro onde no mesmo dia é hasteada a bandeira da santa.








Com registros de 1932 conforme primeiros inscritos no Livro de Tombo, à igreja de arquitetura riquíssima, é uma das mais antigas da região Cariri-Oeste, traz como padroeira a Mãe das Dores, cuja imagem é rica em detalhes. A igreja hoje é um dos templos mais bonitos da diocese e visitados por turistas brasileiros e estrangeiros.
VEJA O VÍDEO


Share:

sábado, 15 de junho de 2019

ASSARÉ = QUADRILHA ARRAIA DO PATATIVA NÃO IRÁ PARTICIPAR DOS FESTIVAIS ESTE ANO POR FALTA DE APOIO= REVEJA AS IMAGENS DE ALGUMAS APRESENTAÇÕES DA QUADRILHA EM ANOS ANTERIORES.


A quadrilha Arraiá do Patativa do município de Assaré que já conquistou Bicampeonato Estadual do XIII Festejo Ceará Junino, promovido pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará em parceria com a Federação das Quadrilhas Juninas do Ceará, não irá participar esse ano dos festivais juninos, motivado falta de apoio financeiro segundo informou membros do grupo.
Uma quadrilheiro do Arraia do Patativa o qual pediu pra não ter seu nome divulgado, enviou ao nosso blog sua insatisfação por não poder está em quadra por falta de recursos e apoio.
“Infelizmente Assaré se tornou diante de momentos culturais como antes ao chega essa época só se falava no ASSARÉ JUNINO, população lotavam as quadras pra assistir a nossa PATATIVA e as outras grandes quadrilhas . hoje se torna a cidade do que já teve e não mais  e me sinto triste como quadrilheiro chega esse mês não poder estar em quadra por falta de recursos e apoio” .
Tentamos falar com o Secretário de Cultura do Município más não conseguimos contato até o fechamento dessa matéria.
VEJA ALGUMAS APRESENTAÇÕES  DO GRUPO ARRAIA DO PATATIVA EM ANOS ANTERIORES







Share:

EM ASSARÉ GOVERNO DO ESTADO EM PARCERIA COM PREFEITURA COMEÇA CONSTRUÇÃO DE ARENINHA. = VEJA O VÍDEO

A Areninha está sendo construída no terreno do matadouro, no Bairro Serra da Ema. No mesmo local, o prefeito pretende construir outras obras ligadas à cultura e ao esporte, porque o terreno é muito grande, pertence à Prefeitura e é bem localizado.
A obra da Areninha esportiva está sendo construída em Assaré, pelo Governo do Estado em parceria com a Prefeitura Municipal.

VEJA O VÍDEO

Share:

Brasil supera vaias da torcida e vence Bolívia no Morumbi

A Seleção Brasileira na Copa América não será mais o time de Neymar, mas deve ser agora o de Philippe Coutinho. O jogador do Barcelona assumiu a responsabilidade, fez dois gols e comandou a vitória sobre a fraca Bolívia, por 3 a 0, ontem à noite, na partida de abertura da competição, no Morumbi, em São Paulo. Também pode ser o time de Everton, que entrou no 2º tempo e quebrou o gelo do futebol burocrático com um belo gol que fechou a conta brasileira.
O papel de Coutinho
Mesmo sem ser brilhante, o Brasil começa a campanha com resultado positivo e um personagem disposto a ser o novo protagonista. Coutinho ajudou a salvar uma atuação pouco convincente. Cortado por lesão, Neymar fez falta e pela criatividade e capacidade de atrair marcadores. A Bolívia conseguiu segurar a pressão no 1º tempo e, apesar da incompetência para levar perigo, mostra o quanto a Seleção Brasileira precisa melhorar e mostrar mais intensidade.
Se jogar em casa já foi para o Brasil uma vantagem e, em outros momentos, como na Copa de 2014, causa de nervosismo, na estreia na Copa América ser mandante pareceu um fator neutro. O Morumbi se coloriu de camisas amarelas e estava quase lotado, mas sem traduzir isso em pressão. O ambiente foi muito silencioso durante maior parte do jogo. Dos assentos era possível ouvir o barulho das divididas e dos gritos dos jogadores dentro de campo.
O comportamento frio do público ficou à altura do futebol ruim da Seleção Brasileira no 1º tempo. Vestida de branco, a equipe cruzou mais de 20 vezes a bola na área, por falta de alternativas melhores. O armador Philippe Coutinho errou muito, os pontas tentavam resolver sozinhos e a bola girava ao redor da defesa boliviana sem rumo.
A torcida só se manifestou no começo da partida ou por gritos homofóbicos contra o goleiro Lampe ou quando o árbitro encerrou o 1º tempo. As fortes vaias pontuaram o quanto a Seleção estava abaixo do esperado. Foram poucas finalizações perigosas.
A dificuldade em atacar era esperada, até pela forte marcação boliviana, porém não demonstrar intensidade e vibração capazes de ao menos movimentar a partida foram falhas graves. A presença de dois volantes (Casemiro e Fernandinho) se mostrou uma cautela excessiva contra um adversário sem ambição de atacar.
Outro Brasil
Os erros do Brasil acabaram corrigidos no 2º tempo graças ao árbitro de vídeo. Antes da etapa final virar um drama sem gols, a tecnologia assinalou um toque de mão de Jusino na área, aos quatro minutos. O lance havia passado despercebido pelo árbitro Nestor Pitana. Coutinho bateu no canto direito e fez 1 a 0.
Logo depois, aos sete, a Bolívia deu espaço para Firmino servir para o pequenino Coutinho (1,72m) completar de cabeça para as redes. Com dois gols marcados tão rapidamente, o Brasil relaxou de vez. Mas a equipe ainda viu Everton entrar e anotar o dele. O atacante cearense do Grêmio fez ótima jogada individual e concluiu a gol com um belo chute cruzado. O placar de 3 a 0 marca uma largada positiva mais pelo resultado do que pelo desempenho.
Fonte DN


Share:

Blindado por Bolsonaro, Moro é exposto em novos vazamentos

O ministro Sergio Moro (Justiça) encerrou, nesta sexta-feira (14), a semana mais difícil desde que assumiu o cargo, sendo exposto em novos vazamentos pelo site “The Intercept Brasil”, mas conseguiu encontrar apoio explícito do Palácio do Planalto, que o prestigiou publicamente.
Desta vez, já na noite de sexta, o site, que havia divulgado, no início da semana, trocas de mensagens entre Moro e o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol, expôs diálogos entre o então juiz e o então procurador Carlos Fernando dos Santos Lima. 
No chat, Moro pediu aos procuradores da Lava Jato nota à imprensa para rebater o que chamou de “showzinho” da defesa do ex-presidente Lula após o depoimento do petista no caso do tríplex do Guarujá. O pedido acabou atendido pela Operação após conversas entre procuradores e assessores de imprensa, que também foram divulgadas pelo site.
Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro disse não ver “nenhuma maldade” na troca de mensagens entre Moro e Deltan Dallagnol durante a condução da Lava Jato, divulgada no último domingo (9). Ele afirmou que a saída de Moro do Governo não foi cogitada em nenhum momento.
“Eu não vejo nenhuma maldade do lado de cá advogado falar com policial, promotor para apresentar uma denúncia robusta”, exemplificou Bolsonaro, durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto. Em defesa do ministro, o presidente disse também que “do outro lado, havia doleiros, empreiteiros, e poucos políticos que não têm qualquer compromisso com a honestidade”.
“O Moro não inventaria provas. Eles trocaram diálogos”, disse o presidente, afirmando que o “primeiro crime que existe é a invasão” dos dados telefônicos.
Segundo o “The Intercept Brasil”, Moro deu orientações a Dallagnol sobre como atuar em processos da Lava Jato, inclusive em um que investigava o ex-presidente Lula. Ao final do café, Bolsonaro evitou comentar sobre mensagens que ainda possam ser reveladas e justificou que “não é possível confiar 100% em ninguém”.
Indicação para vaga
Bolsonaro disse que Moro segue como um bom nome para a próxima vaga do Supremo. "É uma possibilidade muito grande". O presidente disse que o País tem uma dívida com o ex-juiz por "prender corruptos".
Moro admite 'descuido'
Moro disse que pode ter cometido um "descuido" ao repassar uma informação para procuradores da Lava Jato por meio de um aplicativo enquanto era juiz. Ele afirmou que não fez nada ilegal na condução dos processos e que os responsáveis pela invasão de celulares serão punidos.
Fonte DN



Share:

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Vila da Música será rebatizada em homenagem ao Monsenhor Ágio Moreira

Durante cerimônia de despedida do Monsenhor Ágio Augusto Moreira, falecido por causas naturais no último dia 12, aos 101 anos, em Crato, o governador Camilo Santana anunciou o envio de proposta para rebatizar a Vila da Música em homenagem ao sacerdote.
“Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira” deve ser o novo nome do equipamento que é o primeiro estatal de cultura no interior do Ceará, fruto da concretização e continuidade do trabalho iniciado por Padre Ágio com a Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel) há 45 anos.
Emocionado, Camilo Santana declarou “o padre escolheu o instrumento mais importante, a educação através da música para criar esperança e libertar as pessoas”.
 “Ele começou com lhos de agricultores, pessoas que trocavam, à noite, foices e enxadas por violões e violinos, quantas crianças passaram por ele e se transformaram – tudo isso através da música”, disse.
Também presente, o secretário estadual de Cultura Fabiano Piúba elogiou a decisão: “Trata-se de uma bela homenagem, porque só existe a Vila da Musica.
Fonte Miséria.




Share:

Fortaleza tem manhã de protesto contra reforma da previdência; ato também ocorre no Interior

Pelo menos 15 cidades do Ceará registraram atos, na manhã desta sexta-feira (14), contra a reforma da previdência e o bloqueio de verbas para a educação superior, entre outras pautas. Estudantes e diversas categorias profissionais foram mobilizados para os atos.
Em Fortaleza, o protesto contra os atos do governo federal iniciou por volta das 8h30. A Avenida da Universidade, no Bairro Benfica, foi bloqueada por manifestantes. Os ônibus foram estacionados na via e tiveram os pneus esvaziados. Os passageiros tiveram que descer e procurar outros meios de transporte. Policiais do Batalhão de Choquefizeram a segurança no local, no cruzamento da Avenida da Universidade com Avenida 13 de Maio
Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) também estiveram no cruzamento para orientar o tráfego. O trânsito no trecho ficou congestionado. 
Um reboque foi levado à Avenida da Universidade para retirar ônibus que bloquearam a via e alguns pneus foram trocados. Apesar do problema com alguns coletivos, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) informou em nota que as linhas de ônibus devem operar normalmente durante toda a sexta-feira. Contudo, o órgão disse que podem “ocorrer desvios ou paralisações momentâneas no trajeto das linhas que trafegam em direção ao Centro”. 
De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro), os ônibus não devem mais ser paralisados nesta sexta-feira (14). "Estamos indo para a concentração na Praça da Bandeira. Para participar do ato, da caminhada. Nenhum ônibus vai ser mais paralisado", disse Domingos Neto, presidente do sindicato.
Em nota, o Sindiônibus informou que os ônibus e os terminais operam normalmente em Fortaleza. 
Praças da Bandeira e do Ferreira
Na Praça da Bandeira, no Centro de Fortaleza, a concentração de manifestantes para o ato iniciou às 10h30. O cruzamento das vias General Sampaio e Meton de Alencar foi bloqueado. Na Praça do Ferreira, as lojas estão abertas. Os estabelecimentos comerciais foram fechados apenas durante a passagem do grupo de manifestantes.
Rodovias interditadas 
Em Canindé, a BR-020 foi totalmente interditada na altura do km 309, às 08h55 de sexta, segundo a Polícia Rodoviária Federal. De acordo com o órgão, cerca de 250 manifestantes protestaram contra a reforma da Previdência. O ato foi pacífico. 
Já no município de Madalena, trabalhadores rurais e sindicalistas bloquearam a BR-020. 
No Ceará, há informações de atos nos municípios de Juazeiro do Norte, Monsenhor Tabosa, Itapipoca, Beberibe, Iracema, São Gonçalo do Amarante, Iguatu, Crateús, Sobral, Cedro, Jaguaribe, Baturité, Quixadá, Russas, Quixeramobim, Tauá e Paracuru. 
Fonte DN



Share:

Morre o jornalista Clóvis Rossi, aos 76 anos


Morreu nesta sexta-feira (14), em São Paulo, aos 76 anos, Clóvis Rossi, jornalista da Folha de S. Paulo, ganhador de vários prêmios jornalísticos e autor dos livros “Clóvis Rossi, Enviado Especial, 25 Anos ao Redor do Mundo” e “O Que é Jornalismo”. Ele estava em casa, onde se recuperava de infarto sofrido há uma semana. Ele passou mal em casa, segundo relatou sua filha, Cláudia.
Nascido m 1943, no bairro do Bexiga, em São Paulo, Rossi começou no jornalismo em 1963. Trabalhou nos jornais Correio da Manhã, O Estado de S. Paulo e Jornal do Brasil. Teve ainda passagens pelas revistas Isto É e Auto esporte e pelo Jornal da República e manteve blog no espanhol El País.
Clóvis Rossi trabalhou desde 1980 na Folha, foi correspondente em Buenos Aires e escreveu reportagens de grande repercussão no país durante os períodos de abertura política, aprovação da Constituição de 1988, posses de presidentes da República e mudanças da política externa brasileira. Deixa mulher, três filhos e três netos.
Fonte- CNEWS
Share:

Águas da transposição só devem chegar ao Ceará em março de 2020


Após diversos atrasos e adiamentos, o Governo Federal trabalha com um novo prazo para a conclusão das obras do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco, que vai beneficiar entre outros estados, o Ceará: dezembro de 2019. Se concluída até essa data, as águas do “Velho Chico” devem começar a ser distribuídas no Estado a partir do dia 11 de março de 2020
O novo cronograma foi apresentado, na manhã desta sexta-feira (14), por representantes do Governo Federal e das empresas responsáveis pela obra, para deputados que integram a Comissão Especial de Acompanhamento das Obras na Assembleia Legislativa, que visitam os locais de obra na região do Cariri.
Também presente, o assessor especial para Assuntos Institucionais do Governo do Estado, Nelson Martins, alerta que é preciso cobrar o cumprimento do prazo, porque “estamos no limite do limite”. 
“A gente corre o risco de só poder transferir essa água para o Castanhão no final de 2020 e aí realmente fica muito apertado. Tem que levar em conta que o Castanhão pegou pouca água e a gente tem que fazer com que esses prazos sejam cumpridos”.
Uma comitiva do colegiado, presidido pelo deputado Guilherme Landim (PDT), visita nesta sexta canteiros de obras do projeto no Ceará. 

Participam os deputados estaduais: Marcos Sobreira (PDT), Nezinho (PDT), Antônio Granja (PDT), Augusta Brito (PCdoB), Nizo Costa (PSB), Walter Cavalcante (MDB) e Nelinho (PSDB). Além de representantes do Governo do Estado.
Em apresentação para a Comissão, técnicos do Ministério do Desenvolvimento Regional sustentaram que a obra está “dominada” e que o desafio, agora, será a gestão das águas. Isso porque existem os gastos com a energia para operação e para manutenção do sistema.
Relatório 
A Comissão deve construir um relatório sobre a visita e apresentá-lo ao Ministério do Desenvolvimento Regional. Para conclusão do Eixo Norte, está prevista a liberação de R$ 150 milhões do Governo Federal. Esse recurso está garantido, segundo representantes do Ministério, após a aprovação do crédito suplementar, nesta semana, de R$ 248,9 bilhões, ao Orçamento. 
Atualmente, o Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco está com 97% das obras concluídas. Em fevereiro deste ano, o Ministério do Desenvolvimento Regional havia prometido  finalizar o trecho até maio e bombear as águas do “Velho Chico” a partir do segundo semestre.
* A repórter viajou a convite da Assembleia Legislativa.

Fonte- DN
Share:

André Fernandes é destituído da presidência do PSL em Fortaleza

Em meio a conflitos no partido, o deputado estadual André Fernandes foi destituído da presidência do PSL em Fortaleza. O parlamentar acusa correligionários de usarem “máscara”, terem sido eleitos nas “costas” do presidente Jair Bolsonaro e, agora, atuarem contra o Governo Federal. Já lideranças do partido no Estado não escondem o “trabalho” que ele vem dando ao se envolver em polêmicas na Assembleia Legislativa. 
Nesta semana, o deputado estadual acusou colegas parlamentares de integrarem facções criminosas e, por isso, deve ser alvo de uma representação no Conselho de Ética da Casa. Também no início da semana, André Fernandes recebeu críticas de movimentos de direita após aprovar, na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, a admissibilidade da concessão de título de cidadania cearense para um dos fundadores do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). 
Além disso, o clima pesou, no PSL, após Fernandes reivindicar a instalação de um diretório municipal em Fortaleza - o partido funcionava como comissão provisória - para ele presidir. O presidente estadual do partido, deputado federal Heitor Freire, não aceitou. Fernandes pediu para sair do comando do PSL em Fortaleza e Freire o destituiu. 
Ao Diário do Nordeste, André Fernandes disse que está decepcionado com o partido e acusa correligionários de usarem “máscara”.
“Muita gente se elegeu nas costas de Bolsonaro só por estar no PSL e agora que entraram lá tiraram a máscara, mostraram para que vieram, estão batendo no próprio Governo. Outros se elegeram dizendo que iam lutar por uma nova política, entraram lá e hoje são pior do que os velhos políticos”. 
Fernandes criticou, ainda, o fato de o partido ter um único vereador em Fortaleza - Marcelo Lemos -, até então vice-presidente do PSL em Fortaleza, e ser da base aliada do prefeito Roberto Claudio (PDT) na Câmara Municipal. Apesar das divergências no partido, o parlamentar nega que deixará o PSL.
Em nota, o presidente estadual da legenda, Heitor Freire, relata que "o posicionamento do deputado André Fernandes com relação a homenagem de cidadão cearense ao do líder do MST gerou desconforto e surpresa no nosso grupo". Diz ainda que, enquanto o PSL Ceará refletia sobre a situação, "foi surpreendido pela exigência do deputado para que a comissão fosse imediatamente convertida em diretório e, ao declinar essa exigência no período exigido, o deputado estadual solicitou a saída da comissão".
"Esse fato nada tem a ver com as denúncias realizadas pelo deputado André na tribuna. Com relação às denúncias feitas, o PSL CE reconhece a imunidade parlamentar do deputado para se expressar e espera que todas as denúncias sejam investigadas e os eventuais corruptos sejam condenados", continua o dirigente, sobre a polêmica relacionada à declaração de Fernandres sobre relações entre deputados e facções.
Heitor Freire afirma, porém, que a saída de André Fernandes da presidência do partido em Fortaleza "se deu de forma tranquila e ele continua filiado ao partido".
Histórico 
Deputado estadual eleito com maior número de votos nas eleições de 2018, André Fernandes foi indicado pela direção estadual do PSL para comandar o partido em Fortaleza, em março deste ano. A indicação foi feita de olho nas eleições municipais do próximo ano na Capital. 
André já tinha exposto, publicamente, divergências com o presidente estadual do PSL, Heitor Freire, sobre a formação dos diretórios municipais. Até hoje, porém, ele nega nega desentendimentos com o dirigente, embora nos bastidores já tenha tido vários.
Fonte DN

Share:

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Bolsonaro demite general Santos Cruz, e outro militar assume Secretaria de Governo


O general Carlos Alberto dos Santos Cruz foi demitido nesta quinta-feira (13) da Secretaria de Governo da Presidência da República pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). O substituto será o general de Exército Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, atual chefe do Comando Militar do Sudeste, com sede em São Paulo.

Desde que chegou ao Planalto, em janeiro, o ministro se envolveu em seguidas crises com os filhos do presidente, além de um embate com o escritor Olavo de Carvalho, guru de Bolsonaro. A comunicação de governo era um dos pontos de embate.

Um integrante do Palácio do Planalto usou a expressão 'freio de arrumação' para explicar a demissão.

Santos Cruz é o terceiro ministro a cair na gestão Bolsonaro, após as quedas de Gustavo Bebianno (Secretaria Geral), por causa da crise dos laranjas, e Ricardo Vélez Rodríguez (Educação), pelas falhas de gestão na pasta.

O incômodo da cúpula militar do governo com Olavo de Carvalho cresceu à medida que se avolumaram os ataques do escritor reverenciado pelo presidente e pelo grupo ideológico que o cerca.

O ministro general reagiu às ofensas de Olavo aos militares que hoje trabalham no Palácio do Planalto, em especial o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB).

"Eu nunca me interessei pelas ideias desse sr. Olavo de Carvalho", disse Santos Cruz à Folha de S.Paulo. Nem a forma nem o conteúdo agradam a ele", afirmou. "Por suas últimas colocações na mídia, com linguajar chulo, com palavrões, inconsequente, o desequilíbrio fica evidente", criticou o ministro, em março.

Integram ainda a ala militar do Planalto os generais Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, o porta-voz, Otávio Rêgo Barros, e o chefe da Secretaria-Geral, Floriano Peixoto. ​

Outro desgaste ocorreu em torno das disputas dentro do governo sobre regulamentação de veículos de imprensa -a Secom (Secretaria de Comunicação Social) está subordinada à pasta de Santos Cruz.

Santos Cruz concedeu entrevista no início de abril à rádio Jovem Pan na qual comentou sobre a necessidade de evitar distorções nas redes sociais.

Ele afirmou ainda que a influência das mídias sociais é benéfica, mas também pode "tumultuar". Para ele, é necessário ter cuidado com a sua utilização, evitando ataques e o seu uso como "arma de discórdia".

Bolsonaro reagiu. Em mensagem publicada em sua conta oficial no Twitter, ele escreveu que recomenda "um estágio na Coreia do Norte ou em Cuba" para quem defender uma espécie de controle do conteúdo divulgado.

O escritor Olavo de Carvalho, um dos gurus do presidente, foi explícito ao endereçar as críticas. "Controlar a internet, Santos Cruz? Controlar a sua boca, seu merda", escreveu.

A comunicação do Palácio do Planalto tem sido palco desde o início do governo de uma disputa entre o núcleo militar e os chamados "olavistas", seguidores do escritor.

Um mês antes, Santos Cruz desautorizou pedido feita pela Secom para que as empresas estatais enviassem para avaliação prévia propagandas de perfil mercadológico.

O gesto foi interpretado por assessores palacianos como a primeira crise entre o militar e o empresário Fábio Wajngarten, que assumiu recentemente a Secom na tentativa de melhorar a comunicação do governo.

Fonte DN
Share:

André Fernandes pode ser processado pelo Conselho de Ética da Assembleia


Durante discurso na Assembleia Legislativa, na última quarta-feira (12), o deputado André Fernandes (PSL), acusou colegas parlamentares de envolvimento com facções criminosas – sem citar nomes. Nesta quinta (13), no Plenário, deputados reagiram e exigiram que ele apresente os nomes. Partidos articulam uma representação contra Fernandes no Conselho de Ética da Casa.  

A polêmica começou quando André Fernandes disse, na tribuna, que recebe, diariamente, denúncias de parlamentares - sem citar nomes -, envolvidos com facções criminosas.  
“Qual moral tem deputado envolvido com facção para falar de segurança, sobre moralidade, respeito e ética? Os deputados estão sendo controlados. É algo obscuro. Tenho foro privilegiado. Quem tiver achando ruim que se exploda”, esbravejou.  
Os deputados reagiram. Elmano de Freitas (PT) subiu na tribuna nesta quinta e cobrou nomes de Fernandes. O petista disse que a acusação merece representação no Conselho de Ética.
“Quero que exploda a irresponsabilidade dele, a arrogância dele. Não é possível qualquer colega subir na tribuna e dizer que essa Casa tem ladrão. Não seja frouxo! Tenha coragem e apresente os nomes. A paciência dessa Casa foi muito além do que deveria”, criticou.  
O presidente da Casa, deputado José Sarto (PDT), disse que a acusação de Fernandesfoi “infeliz” e que cabe um processo por quebra de decoro parlamentar.  
“O Código de Ética exige que é dever do deputado tratar a todos com respeito e acho que temos que debater esse assunto. Pelo que vi o deputado foi infeliz. Existem mecanismos no Código de Ética para discutir esse assunto”.  
Partidos já articulam uma representação contra André Fernandes no Conselho de Ética Parlamentar. Antes de abrir um processo, a representação deve ser analisada pelo ouvidor do Conselho, deputado Romeu Aldigueri (PDT). 
Se for acatada, ela é encaminhada para o Conselho, que é presidido pelo deputado Antônio Granja (PDT). Em casos extremos, parlamentares nesta situação podem até perder o mandato. 
O deputado André Fernandes (PSL) não compareceu à sessão desta quinta-feira. Procurado para comentar o assunto, o parlamentar não respondeu aos questionamentos.

Fonte: Diário do nordeste
Share:

Sede de quadrilha junina em Juazeiro do Norte é assaltada às vésperas do início das apresentações


Assaltantes invadiram a sede da quadrilha junina Nação Nordestina, na madrugada da quarta-feira (12), no Bairro Limoeiro, em Juazeiro do Norte. Três homens abordaram sete integrantes que estavam nos preparativos finais para a estreia e levaram R$ 1.800,00, além de relógios, televisão, celulares, roupas e um notebook com todas as músicas usadas em apresentações. 

Um dos integrantes da quadrilha informou ao Sistema Verdes Mares na manhã desta quinta-feira (13) que a equipe ficou abalada com o que aconteceu e que está se esforçando para estrear nesta sexta-feira (14) em Iguatu. 
Em nota, a Polícia Civil confirmou que um boletim de ocorrência foi registrado sobre o caso e que a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte investiga o caso. 
Trio armado 
"Eles chegaram armados com facas e abordaram os sete integrantes. Primeiro chegaram à sala de costura e depois entraram na parte onde fica os figurinos e abordaram os outros integrantes", explicou o coreófrago e compositor João Sozinho. 
De acordo com João, um dos criminosos chegou a colocar uma faca no pescoço de uma das integrantes.
Dinheiro arrecadado em campanhas 
A quantia roubada foi arrecada em campanhas, rifas e bazares feitos pelos integrantes da quadrilha ao longo do ano. O dinheiro seria usado para pagar a segunda parcela dos sapatos e chapeús, para os acessórios e custear as viagens realizas em festivais.

A quadrilha tem 11 apresentações previstas em cidades diferentes em junho. 
Share:

Operação da Polícia Civil cumpre 30 mandados de prisão em Sobral


Uma operação da Polícia Civil do Ceará cumpriu 30 mandados de prisão e prendeu 20 pessoas na manhã desta quinta-feira (13), em Sobral, na Região Norte do Estado. A operação tinha como alvo suspeitos de fazerem parte de organizações criminosas. Também foram expedidos mandados de busca e apreensão. 

Inicialmente, a Polícia Civil possuía 47 mandados para serem cumpridos, mas desse total foram encontrados apenas 30 pessoas. Além das 20 pessoas que foram presas, outras 10 pessoas foram alvos de mandados já estando no sistema prisional.
A força-tarefa desarticulou uma organização criminosa que atuava em todos os bairros do município e é suspeita de cometer crimes como assaltos a bancos e homicídios. Cerca de 200 agentes participaram da operação. 
De acordo com o delegado Marcos Aurélio, do Departamento de Polícia do Interior, foram apreendidas drogas, munição "e outros documentos importantes que irão instruir o inquérito", disse.

A operação foi batizada de "Os Covardes" em referência aos líderes do grupo, uma dupla conhecida como "Irmãos Coragem"
Policiais da Região Norte, de Fortaleza e da Região Metropolitana participam da operação, incluindo forças especializadas, além da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

Fonte: DN
Share:

quarta-feira, 12 de junho de 2019

ASSARÉ ANTONINA DO NORTE E TARRAFAS ALÉM DE PROMOTOR TITULAR PODERÁ FICAR SEM JUIZ.


Os municípios de Assaré, Antonina do Norte e Tarrafas, localizados na região do Cariri Oeste do Ceará, estão sem a titularidade de promotor de Justiça ha cinco meses, quando no mês de Fevereiro do corrente ano, foi transferida Dra.  Vandisa Maria Frota Azevedo, Promotora titular da época, sendo substituído pelo Promotor de Justiça Dr. José de Deus Terceiro Pereira Martins, que responde interinamente apenas uma vez por semana, o cargo responsável pelas Comarcas de Assaré, Antonina do Norte e Tarrafas.
Para completar a crise, a Dra. Carliete Gonçalves Roque Palácio, a qual era juíza titular, informou esta semana que será transferida para outra comarca.
Informações dão conta de que existem milhares de processos a serem concluídos e julgados, na comarca, com isso afetando o bom andamento do judiciário, e conseqüentemente a vida de milhares de pessoas.


Share:

Lava Jato: associação de juízes pede a soltura imediata de Lula e o fim da operação

São Paulo – A Associação de Juízes para a Democracia (AJD) e a Associação Latinoamericana de Juízes do Trabalho (ALJT) divulgaram nota exigindo a soltura imediata do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a extinção dos processos originados da Operação Lava Jato, devido às revelações do site The Intercept Brasil, em reportagem publicada ontem (9), sobre a combinação de ações entre o procurador federal Deltan Dallagnol e o atual ministro da Justiça, Sergio Moro, quando era juiz da operação. “As denúncias contidas em tal reportagem revelam que quando ainda exercia função de Juiz na operação Lava-Jato, o atual Ministro Sérgio Moro aconselhou, ordenou, e, em determinados momentos, agiu como órgão acusador e investigador, num verdadeiro processo inquisitorial”, diz a nota
As associações exigem a imediata soltura do ex-presidente “e de todas as vítimas do processo ilícito relevado pelos diálogos que vieram a público na data de hoje, bem como a exoneração do ministro Sérgio Moro e investigação dos integrantes do Ministério Público Federal referidos na aludida reportagem, atos essenciais para a retomada do Estado Democrático de Direito em nosso país, condição para a superação da crise político-institucional em curso e o retorno à normalidade democrática”. Entre as conversas entre Moro e Dallagnol está a combinação de ações, cobranças sobre a demora em realizar novas operações, orientações e dicas de como a Força Tarefa da Lava Jato devia proceder. Além disso, o site revelou que o procurador duvidava das provas contra Lula e de propina da Petrobras horas antes da denúncia do tríplex e que a equipe de Ministério Público Federal atuou para impedir a entrevista de Lula antes das eleições por medo de que ajudasse a eleger o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad.
As associações de juízes ressaltam que os áudios tornam ainda mais evidente que os processos desobedeceram normas sobre o andamento de processos, incoerência entre a denúncia apresentada pela Lava Jato e a sentença não demonstrou prova cabal de todos os elementos apresentados para condenação, levando a penas incompatíveis. “As denúncias trazidas a público na data de hoje confirmam isso, revelando uma relação promíscua e ilícita entre integrante do Ministério Público e do Poder Judiciário”, afirmam.
Os magistrados consideram ainda que os fatos não foram negados na nota divulgada por Moro ou Dallagnol. “É absolutamente imprescindível e urgente, portanto, para o restabelecimento da plena democracia e dos princípios constitucionais no Brasil, a declaração de inexistência de todos os processos que se desenvolveram em razão da Operação Lava-Jato, inclusive daqueles que determinaram as condenações e a prisão do ex-Presidente Luís Inácio Lula da Silva, por flagrante violação ao artigo 254, IV, Código de Processo Penal e à Constituição da República”, diz a nota.

Confira abaixo a íntegra da nota

A ASSOCIAÇÃO JUÍZES PARA A DEMOCRACIA – AJD e ASSOCIAÇÃO LATINOAMERICANA DE JUÍZES DO TRABALHO – ALJT, entidades cujas finalidades abrangem, com destaque, o respeito absoluto e incondicional aos valores próprios do Estado Democrático de Direito, têm o compromisso de lutar, de forma intransigente, por uma democracia sólida e comprometida com a justiça, com a redução das desigualdades, com a dignidade da pessoa humana e com o fortalecimento da participação popular democrática e do bem-estar da população, como exige a nossa Constituição, e por isso vêm a público manifestar-se diante das informações divulgadas pelo sítio The Intercept Brasil, na reportagem publicada na data de hoje, sobre comunicações envolvendo procuradores federais e o atual Ministro da Justiça Sergio Moro.
As informações trazidas em tal reportagem revelam que, quando ainda exercia a função de Juiz na operação Lava Jato, o atual ministro Sérgio Moro aconselhou, ordenou, sugeriu e, em determinados momentos, agiu como órgão acusador e investigador, instituindo-se um verdadeiro processo inquisitorial. A notícia revela seletividade, discriminação e violações de Direitos Humanos e de princípios constitucionais, o que já vinha sendo, aliás, insistentemente denunciado por nossas entidades.
No curso dos processos que culminaram com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a fixação da elástica competência do órgão jurisdicional, que concentrou os julgamentos relativos à operação Lava Jato, ao arrepio das normas processuais aplicáveis e do devido processo legal; o abandono do elementar princípio da congruência entre denúncia criminal e sentença; e a não demonstração com prova robusta de todos os elementos constitutivos do tipo penal invocado na imputação, como no caso do ato de ofício para a caracterização de corrupção passiva, além de critérios ad hoc, exóticos e inéditos de dosimetria da pena definida, já indicavam a possibilidade, a probabilidade e a razoabilidade da percepção da prática de lawfare.
As denúncias trazidas a público na data de hoje confirmam isso, revelando uma relação promíscua, antiética e ilícita entre integrantes do Ministério Público e do Poder Judiciário.
Não há falar em democracia sem um Poder Judiciário independente, imparcial e comprometido com o império das normas jurídicas processuais, a prevalência dos Direitos Humanos e a efetivação das garantias constitucionais, sobretudo a presunção de inocência, para a realização de julgamentos justos para quem quer que seja, sem qualquer forma de discriminação ou preconceito, sem privilégios ditados por códigos ocultos e sem a influência de ideologias políticas ou preferências e crenças pessoais.
É absolutamente imprescindível e urgente, portanto, para o restabelecimento da plena democracia e dos princípios constitucionais no Brasil, a declaração de inexistência de todos os atos processuais que se desenvolveram em processos juridicamente viciados sob o manto da Operação Lava-Jato, inclusive daqueles que determinaram as condenações e a prisão política do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por flagrante violação do artigo 254, IV, Código de Processo Penal e da Constituição da República.
A AJD e a ALJT, considerando que tais fatos não foram negados nas notas expedidas por Sérgio Moro e pelos procuradores envolvidos, exigem a imediata soltura do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de todas as vítimas do ilícito procedimento revelado pelos diálogos que vieram a público na data de hoje, bem como as necessárias repercussões penais e administrativas, com obediência ao devido processo legal, do atual Ministro e dos membros do Ministério Público relacionados na aludida reportagem, além, é claro, do afastamento imediato do Ministro da pasta da Justiça, por força de total incompatibilidade, como forma de retomada do Estado de Direito em nosso país, condição para a superação da crise político-institucional em curso e o retorno à normalidade democrática.
Brasil, 09 de junho de 2019.
Fonte RBA




Share:

Tv Patativa do Assaré

OTONTOCLINICA

Gonverno do Estado

Clik na imágem acima e confira ou se preferir clik AQUI

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Rádio Patativa FM 105,9

Curta Nossa Página no Facebook

Juliane Leão

Juliane Leão,

Farmacêutica Esteta e cosmetóloga.

Atendimentos mensais na cidade de Assaré.

Endereço:

Avenida Perimetral, 126. (mesma clínica que Dr. Wagner Atende).

Contato: 88 9 9600 3294

Alconil Natural

Stop Fumo

Tanatopraxia

Vivo Pré

Encosta da Serra

Arena I9 Assaré-CE

Inove Eventos

Produtos Nativus

Distribuidora Roque

Afagu

Ópcas Afagu

Burger KING

Samuel Rulin

Odonto Clinica

Karirí da Sorte Cap

Madral Madeira e Material de Construções

Loja Barateira

Rejuntamix 100% de Qualidade

Seguro Previdência Créditos

Caixa Aqui Data Contábel

LPC NET

Total de visualizações do Site

Arquivos do Site