Clique na Imagem e Ouça a Patativa FM 105,9 Ao Vivo

Pages

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Justiça federal determina bloqueio de bens do prefeito afastado de Tauá, Carlos Windson

Mais uma decisão judicial foi tomada contra o prefeito de Tauá, eleito em outubro de 2016, Carlos Windson, já afastado pela Câmara de Vereadores. Desta vez, a Justiça Federal da 24ª Vara bloqueou bens do ex-gestor por irregularidades no transporte escolar – contratação de empresa sem licitação.
A decisão da Justiça Federal tem por base uma Ação Popular impetrada no dia 18 de fevereiro de 2018 pedindo o afastamento e indisponibilidade de bens do então prefeito de Tauá, Carlos Windson e de sua secretária de Educação, na época, Gertudes Mota.
O Ministério Público Federal se manifestou a favor da Ação Popular. O juiz federal, João Batista Martins Prata Braga, após ouvir denunciados e o parecer do MPF, determinou a indisponibilidade dos bens dos acusados e o afastamento dos cargos dos gestores, Carlos Windson e Gertudes Mota.
Ao todo, 44 veículos foram tornados indisponíveis, sendo dois do ex-prefeito, um da ex-secretária e os demais da Empresa Antonio Daniel Soares.
O magistrado determinou que a Prefeitura de Tauá suspenda qualquer pagamento pelo serviço de transporte escolar, além de informar o valor exato das verbas do Fundeb utilizadas no pagamento da Empresa.
O despacho fixa um prazo de cinco dias para as partes envolvidas no processo se manifestarem ou apresentarem novas provas.
Saiba Mais 
O prefeito de Tauá, Carlos Windson, eleito em outubro de 2016, teve o mandato cassado pela Câmara Municipal de Tauá em 12 setembro de 2018, por 11 votos a 4.
Dois dias depois, conseguiu liminar no STF e reassumiu o cargo de prefeito.
Em novembro passado com a cassação da liminar, o vice-prefeito, Fred Rêgo, foi efetivado no cargo.
A Ação Popular foi protocolada em fevereiro de 2018, quando ainda estava no comando da Prefeitura de Tauá, a Justiça Federal da 24ª Vara, que decidiu pelo afastamento de Carlos Windson (já afastado pela Câmara de Vereadores).
O blog não conseguiu contato com os acusados.
Fonte DN
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Notícias em Aúdio

Linck 2 para a Sua Emissora

Gonverno do Estado

Clique acima e confira ou se preferir clique AQUI

Posto Pague Menos

Dra Jennifer Cabral

Cartório Belisário Melo

Curta Nossa Página no Facebook

As Mais lidas do site

Total de visualizações do Site

Arquivos do Site