Clique na Imagem e Ouça a Patativa FM 105,9 Ao Vivo

Pages

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Presos motoristas de carropipa acusados de fornecer água de origem duvidosa no Cariri; assista

Três homens foram presos em agrante por volta das 8 horas desta quarta-feira (5) durante barreira da Polícia Militar em Salitre, suspeitos de fraude no projeto Operação Pipa, do Governo Federal. Eles foram conduzidos para a sede da Polícia Federal em Juazeiro ao meio dia, onde prestaram depoimento, e transferidos no início da noite para a cadeia pública.
Os motoristas José Rodrigues de Sousa Neto, 25, natural de Tamboril; Jorge Luiz Dantas Silva, 37, de Quixadá e Antônio Flávio Soares Dantas, 46, de Tauá, trabalham transportando água em carros-pipa para locais sem abastecimento em Salitre e cidades do entorno.
A polícia tem indícios de que os homens estariam buscando a água em um local não credenciado, e, portanto, sem autorização do Exército Brasileiro, órgão que regula nacionalmente a Operação Pipa.
Os homens teriam a prática de mudar a rota para uma fonte de água mais próxima da cidade, o que economizaria combustível.
De acordo com o delegado Ricardo Matias, em entrevista exclusiva ao Miséria, para burlar a fiscalização, os aparelhos de GPS que monitoram as rotas de ao menos 10 caminhões pipa foram instalados em apenas dois, todos os outros veículos buscavam água na fonte não autorizada, e apenas um fazia a rota regular para abastecer no local credenciado.
A prática, segundo o delegado, tem como função principal economizar combustível da maioria dos caminhões que buscava água na sede do município, enquanto apenas dois iriam até o local autorizado, a 70 km, aumentando o lucro da empresa ou dos pipeiros cadastrados individualmente.
Os homens poderão responder por estelionato por conta da fraude ao programa do governo e formação de quadrilha. Segundo o delegado, outros crimes poderão incorrer no inquérito visto que a água colhida em postos não autorizados são de qualidade duvidosa, o que pode acarretar problemas de saúde pública no município.
Uma audiência de custódia deve acontecer nesta quinta-feira (5), onde um juiz deverá decidir se os suspeitos deverão responder em liberdade ou ter prisão preventiva decretada.
O advogado de defesa de um dos presos, Ary Feitosa, contesta a tese da polícia e diz não entender que houve fraude, visto que os acusados foram pegos no percurso e não no destino final, onde abasteceriam os caminhões.
Fonte Miséria



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Notícias em Aúdio

Gonverno do Estado

Clique acima e confira ou se preferir clique AQUI

Mob Telecom

Mob Telecom O dom de conectar: 0800-020-9000

Curta Nossa Página no Facebook

O Barateiro da Cidade

Distribuidora Roque

Nova Assaré Loteamento

Farmácia Menor Preço

Vivo em qualquer lugar use vivo

Inove Eventos

Produtos Nativus

Afagu

Ópcas Afagu

Burger KING

Samuel Rulin

Odonto Clinica

Karirí da Sorte Cap

Loja Barateira

Rejuntamix 100% de Qualidade

Seguro Previdência Créditos

Caixa Aqui Data Contábel

LPC NET

Total de visualizações do Site