Clique na Imagem e Ouça a Patativa FM 105,9 Ao Vivo

Pages

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

ASSARÉ: Prefeito e candidato à reeleição usa as redes sociais para tentar distorcer fatos e confundir os eleitores.


Nesta quinta-feira (05/11) o prefeito de Assaré Evanderto Almeida (PSD) fez uso de suas redes sociais para tentar confundir a população daquela cidade.


Ao ser notificado pela Justiça Eleitoral para responder uma ação de Investigação, Evanderto Almeida fez uso das redes sociais para dizer ao povo que a oposição não aprovava a extinção da CIP- Contribuição para a Iluminação Pública.

A pedido do próprio gestor Evanderto Almeida, no ano de 2017, a Câmara Municipal aprovou uma Lei que na qual a Prefeitura passou a cobrar dos consumidores urbanos e rurais a taxa de iluminação, imposto esse que desde a gestão anterior não era pago, pois a Câmara de vereadores já tinha extinguido a referida CIP no ano de 2011.

Neste ano (2020), após o Governo Federal ter concedido a isenção do pagamento de energia elétrica aos consumidores de baixa renda, por meio da Medida Provisória n.º 950 de 08 e abril de 2.020 e após o Governo do Estado do Ceará também ter concedido a isenção ao consumidores de baixa renda por meio de Lei aprovada pela Assembleia, o Prefeito de Assaré aprovou na Câmara um projeto que suspendeu a cobrança da CIP.

O que o prefeito tenta é confundir a cabeça do eleitorado pegando carona em Lei já existente para se beneficiar em ano eleitoral.

É importante deixar claro que os consumidores de baixa renda já estavam isento do pagamento da tarifa de consumo de energia para as residências cujo consumo não ultrapasse 220 quilowatts por mês. 

Desta forma, se o consumidor não pagaria pelo consumo da energia, pois os Governos Federal e Estadual assumiram a dívida, não poderiam também pagar o imposto, a CIP, pois a conta não existia.

O prefeito pegou carona nas medidas federais e estaduais e fez a famosa “média” política com os consumidores pobres de Assaré, pois as contas vieram zeradas para aqueles que consumiram até 220 quilowatts por mês. Se não pagavam nada de energia, também não pagavam nada de CIP. 

O prefeito, para fazer a “média” e aparecer de salvador da pátria, mandou para a Câmara de Assaré projeto onde isentava os consumidores de até 220 quilowatts por mês a não pagar a CIP. 

Fez política com aquilo que os Governos Federal e do Estado concedeu aos pobres. 
Depois de aprovar a Lei em tempo recorde (três dias) pois o projeto foi aprovado na mesma semana que fora enviado.

Com a Lei aprovada, o prefeito fez muita propaganda de seu feito político, publicando a matéria em vários blogs da região, nos seus perfil do Facebook e Instagram.

Agora que a carona foi descoberta e denunciada e de tabela notificado pela Justiça para se explicar, a suposta manobra política eleitoreira do prefeito e candidato a reeleição, aparece ele nas redes sociais para jogar a culpa na oposição e dizer que seus opositores são contra a isenção, mas Evanderto esquece de dizer ao povo do que se trata. 

Fica claro que o prefeito supostamente estaria confundindo a opinião dos eleitores de Assaré e tirando proveito dessa “isenção”, pois o próximo prefeito seja lá ele quem for, vai ser obrigado a cobrar a CIP, pois ela não foi extinta, só está suspensa nesse período de pandemia.

Se o prefeito gosta de tudo às claras, deveria prestar contas dos mais de R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) que a sua gestão arrecadou com a cobrança da CIP desde setembro de 2017. 

Mesmo com tamanha arrecadação em pouco mais de dois anos, os habitantes de Assaré reclamam da péssima qualidade na iluminação pública e a falta de investimentos e melhorias na rede de iluminação. 

Por Ferreira Junior News.

Vejam as Leis abaixo







Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Notícias em Aúdio

Linck 2 para a Sua Emissora

Gonverno do Estado

Clique acima e confira ou se preferir clique AQUI

Posto Pague Menos

Dra Jennifer Cabral

Cartório Belisário Melo

Curta Nossa Página no Facebook

As Mais lidas do site

Total de visualizações do Site

Arquivos do Site