quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Com discurso pacificador, Camilo faz cobranças a Jair Bolsonaro

Ao tomar posse, o governador petista disse que o Estado e a Presidência da República precisam ter uma relação de "respeito" para que os investimentos nas áreas mais sensíveis continuem sendo feitos nos próximos quatro anos.


Tomando posse para o seu segundo mandato como governador, Camilo Santana (PT) prevê para os próximos quatro anos um exercício diário do diálogo ainda mais intenso com o Governo Federal, agora com a presidência de Jair Bolsonaro (PSL).

Quatro anos atrás, o petista assumia o Palácio da Abolição com a correligionária Dilma Rousseff reeleita em Brasília. O impeachment da petista e a ascensão de Michel Temer (MDB) acabaram transformando o então adversário Eunício Oliveira (MDB) em aliado de primeira ordem do governador para destravar recursos de interesse do Ceará no plano federal. Agora, com o cenário cada vez mais arisco, Camilo aposta no diálogo para avançar nas políticas públicas.

"Eu sou um homem de diálogo. Da mesma forma que ele (Bolsonaro) foi eleito pelo povo brasileiro, eu fui eleito pelo povo cearense. Agora, eu sou governador de todos os cearenses e ele é o presidente de todos os brasileiros. Nós vivemos numa Federação. Apesar da independência dos estados, a gente mantém uma relação institucional de respeito. E é isso que nós vamos construir ao longo desses anos com o Governo Federal", defendeu o petista após tomar posse, na tarde de ontem, na Assembleia Legislativa. Camilo, logo após assumir mandato na presença de deputados estaduais, deslocou-se para o Palácio da Abolição para dar posse ao primeiro escalão. Em novo discurso, reafirmou a busca pelo diálogo com o Governo Bolsonaro.

Apesar do ensaio do discurso pacificador, o governador reeleito não justificou à imprensa a ausência na cerimônia de posse de Jair Bolsonaro. "Não teve nada que não prestigiar. Havia uma reclamação há muito tempo que as posses eram de manhã. Já estava planejado. Vários governadores tomam posse na tarde do dia primeiro. Foi apenas uma questão de facilitar a vida dos cearenses", respondeu Camilo em coletiva de imprensa.

Quem tentou justificar a ausência do petista foi o senador eleito Cid Gomes (PDT). Questionado pelo Diário do Nordeste, o ex-ministro adotou um tom de ironia. "Como é que você consegue ter o dom da onipresença? Só Deus tem. Quem marca a posse é a Assembleia Legislativa, não é o governador não", respondeu Cid.

Prometendo ser uma ponte de diálogo entre Camilo e Brasília, o ex-governador pontuou que o Ceará tem apenas 2% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e que a gestão estadual tem feito investimentos para diversificar a economia, mas que isso não é suficiente para superar o principal desafio do Ceará para os próximos anos que, segundo ele, é a economia.

"Naturalmente, outra parte (da responsabilidade) depende do Governo Federal. A gente sempre depende dos grandes investimentos em infraestrutura do apoio do Governo Federal. Ao Camilo, naturalmente, caberá vigilância diária, e, à nossa representação em Brasília, principalmente, a luta cotidiana para que o Ceará seja sempre lembrado, e que se faça com o nosso Estado aquele tratamento que nós temos direito. O que não é nenhum favor", alertou o senador eleito.

Respeito

Prestigiando a cerimônia de posse de Santana, o ex-governador Ciro Gomes (PDT) pediu, do Governo Federal, respeito ao Ceará, e comparou a relação com Brasília à época de Fernando Collor como presidente da República.

"Isso se estabiliza porque ainda há muito sangue quente recente das eleições. Mas nós já temos vivência disso. Eu tenho conversado com o Camilo sobre isso. Quando eu assumi o governo do Ceará, era o Collor (o presidente). E era muito parecido. Sob certo aspecto, menos ruim do que hoje. Mas havia um temor", argumenta.

Adversário de Bolsonaro na disputa pela presidência da República, Ciro aproveitou para cobrar que o "Governo Federal tem obrigação de respeitar o Ceará".

Secretariado

Em coletiva após empossar sua nova equipe de secretários, o governador fez questão de deixar claro que seus auxiliares eram escolhas apenas suas, não tendo relação com a eleição. "Secretariado não é escolha de partido, mas do governador Camilo Santana para servir o povo cearense", declarou. O petista foi reeleito por uma coligação com mais de 20 partidos e, em razão de uma reforma administrativa proposta por ele próprio, teve que compor um secretariado menor, com apenas 21 nomes.

De acordo com o governador, a equipe que ele empossou ontem tem integrantes com características individuais próprias. "Reduzi o secretariado e montei um grupo onde cada um tem um perfil para área, para cumprir sua missão", declara o petista. "Não tenho dúvida que esta é uma equipe que está preparada para os próximos quatro anos", diz.

Prioridades

O governador também afirmou que uma das prioridades para o próximo período é na área da Segurança Pública, em especial na administração do sistema penitenciário, que passa a contar com sua própria Pasta nessa segunda gestão. "Consideramos que é uma área muito delicada no Brasil inteiro, e achei que precisaria dar um olhar mais especial", declara o petista.

O novo responsável pela área, Mauro de Albuquerque, declarou que a prioridade para o sistema prisional é a capacitação de servidores e a instalação de protocolos de segurança. "É um desafio bem interessante. A gente está atento para isso, porque há algumas situações que a gente tem que vencer", declara. Entre essas situações, está a entrada de celulares nos presídios.

Camilo também apontou a manutenção da disciplina fiscal como importante para o novo Governo. E a responsável pela arrecadação, Fernanda Pacobahyba, atual secretária da Fazenda, afirma que o processo de arrecadação precisa ser modernizado. "A tributação tem uma estrutura pesada. Temos um código tributário com mais de 50 anos", explica. A nova titular da Sefaz afirma que a tecnologia é fundamental para superar esse problema.

Fonte - Diário do nordeste
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Rádio Patativa FM 105,9

Curta Nossa Página no Facebook

VMC CAR

Max Gel

Afagu

Ópcas Afagu

Burger KING

Samuel Rulin

Metal Serra Construtora

Odonto Clinica

Karirí da Sorte Cap

Casa dos Aposentados

Madral Madeira e Material de Construções

Laboratório Oswaldo Cruz

Dr. Wagner Maia Crm-Ce

Loja Barateira

Rejuntamix 100% de Qualidade

Seguro Previdência Créditos

Caixa Aqui Data Contábel

LPC NET

Total de visualizações do Site

Arquivos do Site