Clique na Imagem e Ouça a Patativa FM 105,9 Ao Vivo

Pages

segunda-feira, 25 de março de 2019

Padre Cicero, Juazeiro comemora seus 175 anos de nascimento

Uma terra de Cíceros. Em cada família, um rebento carrega o nome do Padim. Não se dissocia a história de Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, da vida do Padre Cícero Romão Batista. Como cumprimento de missão dada em sonho pelo próprio Cristo, o padre fez de sua missão ajudar os retirantes flagelados da seca. De vila fundada em 1872, Juazeiro se tornou uma das maiores e mais desenvolvidas cidades do Ceará. Carregando na alma a devoção pelo “santo popular”, o município comemora a vida do padre, que completaria 175 anos hoje, 24 de março. Todos os anos, o período é marcado por homenagens e celebrações.
O quarto de cinco filhos de família tradicionalmente religiosa, Padre Cícero José, pároco-reitor da Basílica Santuário Nossa Senhora das Dores, foi escolhido para ser o Cícero da família. Ele é o 10º na sucessão da paróquia e o primeiro a carregar o nome de Cícero. “A Cidade tem quase uma hipoteca com o Padim: tudo respira a influência e os ensinamentos do padrinho”, compara. “Uma resposta a todo bem feito por ele”, que, na fé do povo, há muito já é santo.
Núbia Almeida, professora do departamento de Ciências Sociais da Universidade Regional do Cariri (Urca), frisa a importância do padre na perspectiva da educação. “A preocupação dele, além da missão maior – a religiosa -, foi no ensino. A contribuição dele para a educação é muito significativa”, frisa. Ela destaca que ele foi responsável por dois grandes feitos: a Escola Normal Rural de Juazeiro do Norte – a primeira do Brasil – e o Colégio Salesiano São João Bosco.
Ela avalia que, mesmo tendo sido formado em uma das escolas mais importantes, o Seminário da Prainha, em Fortaleza, “foi difícil que as pessoas admitissem que ele também era um intelectual, porque ele se posicionou ao lado dos pobres”. Após o caso conhecido como “milagre da hóstia”, no final do século XIX, Padre Cícero morreu sem conciliação com a Igreja Católica. Em 2015, o Vaticano atendeu ao pedido do bispo Dom Fernando Panico e reconciliou o padre com a igreja. Segundo a pesquisadora, a beatificação é uma questão de justiça. “O padre Cícero sempre foi um padre que amava a Igreja Católica. Embora, na historiografia, muitas vezes tenha sido visto como um rebelde”.
Conforme o Padre Cícero José,a paróquia espera um documento de “nada consta que dê permissão para a Diocese começar o processo de beatificação e encaminhar para Roma”. “Infelizmente não temos datas. Só rezamos e acreditamos que não demore muito”.
Iguatunet

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Gonverno do Estado

Clique acima e confira ou se preferir clique AQUI

Tv Patativa do Assaré

Mob Telecom

Mob Telecom O dom de conectar: 0800-020-9000

Curta Nossa Página no Facebook

O Barateiro da Cidade

Distribuidora Roque

Nova Assaré Loteamento

Farmácia Menor Preço

Vivo em qualquer lugar use vivo

Inove Eventos

Produtos Nativus

Afagu

Ópcas Afagu

Burger KING

Samuel Rulin

Odonto Clinica

Karirí da Sorte Cap

Loja Barateira

Rejuntamix 100% de Qualidade

Seguro Previdência Créditos

Caixa Aqui Data Contábel

LPC NET

Total de visualizações do Site